transplante capilar na turkia

Motivos para você não fazer um transplante capilar na Turquia

Qual homem nunca se olhou no espelho observando seu cabelo ficar cada dia mais “espaçado”? A alopecia, que é a perda de cabelo em áreas em que ele deveria crescer, é algo negativo na vaidade masculina, independentemente da idade, o que torna algo difícil de lidar com o agravamento da queda e com o passar do tempo.

Mas algo que impossível de ser feito de um jeito mais natural, como o transplante capilar em Ribeirão Preto sem gerar cicatrizes, começou a ser possível. O transplante capilar na Turquia “milagroso” atraiu pessoas do mundo inteiro. O transplante capilar FUE —extração de unidades foliculares— onde é retirado fio a fio de uma área que não está calva, com o intuito de ser implantada nos locais desejados que tenham de novo o preenchimento capilar no couro cabeludo, acabou se tornando um procedimento recorrente.

Essa prática logo acabou viralizando e a Turquia possui hoje uma “indústria capilar” que gera mais de 1 bilhão de dólares anuais. Istambul, que é a capital do país, tem cerca de 300 clínicas que fazem o transplante capilar. Com o aumento da concorrência, o valor diminui bastante, e isso fez interferência no quesito “quantidade x qualidade”.  Saiba 5 motivos porque  não vale a pena fazer transplante capilar na Turquia. Veja a seguir:

  1. As cirurgias são feitas às pressas

A cirurgia de transplante capilar precisa de cuidado, atenção, e principalmente de tempo, considerando que é um procedimento bem complexo com um nível alto de perfeccionismo, pois os detalhes devem ficar com um resultado natural. Em muitas situações, o marketing utilizado pelas clínicas turcas vende a ideia de exclusividade ao paciente, inclusive torna o procedimento um “pacote de viagens” com hospedagens, serviços de hotelaria, e até mesmo motorista para buscar o cliente no hotel que está hospedado, mas há clínicas que fazem cerca de 10 a 15 cirurgias POR DIA.

É importante se lembrar que para se ter resultados satisfatórios é necessário um médico de qualidade como o Dr Felipe Haikal que dedique tempo e todo cuidado afim de que tudo ocorra com precisão e perfeição tanto antes quanto depois da cirurgia.

  1. Não há viabilidade no acompanhamento médico pós-operatório

Mesmo que o transplante capilar FUE não seja uma cirurgia muito invasiva, ter um acompanhamento adequado do médico que fez o transplante é muito importante, porque o crescimento do cabelo não é imediato e o crescimento capilar prossegue com as fases naturais.

Existe a necessidade de um acompanhamento médico por até um ano, para haver a certeza da saúde dos folículos, pois isso evita que tenha futuras complicações ou até infecções no local que foi feito a cirurgia. Mas caso a cirurgia seja feita em um país estrangeiro, esse acompanhamento se torna inacessível e na maior parte dos casos, deixa a pessoa de “de mãos atadas”.

  1. É muito comum golpes em pessoas que escolhem fazer o transplante capilar na Turquia

É como falam: a alma do negócio é a propaganda. A publicidade é um problema exatamente quando ela possui mais qualidade do o que serviço que é prestado. E existem muitas clínicas na Turquia que não tem mão de obra especializada.

O paciente acredita que vai fazer a operação em clínicas legalizadas, mas na verdade, o procedimento vai ser realizado por enfermeiras e assistentes. A verificação da habilitados responsáveis se torna mais complicada, considerando as barreiras linguísticas, para quem busca pelo atendimento.

É importante ressaltar, que quando falamos em cirurgia, estamos falando do nosso corpo, e não simplesmente de bens materiais. É indispensável ter cautela nesse momento.

  1. É possível ter um bom resultado?

É importante ter cuidado com aquelas imagens que mostram o antes e depois. Nada pode ser garantido e sabemos que é muito fácil manipular fotos por programa de edições. E as clínicas da Turquia disseminam muito essas fotos. Isso também serve para alertar inclusive quem procura clínicas no nosso país: é ilegal em nosso país o antes e depois, por expor muito o paciente.

  1. Você provavelmente não vai economizar fazendo a cirurgia na Turquia

O preço do transplante capilar em Ribeirão Preto é um dos atrativos para quem deseja fazer o procedimento. Quem fazer essa cirurgia no estrangeiro pode ser atraído pelo fato de viajar para fora e acabar unindo o “útil ao agradável”, porém, o que muitos não colocam na ponta do lápis é que, apesar dos pacotes de viagem, o preço pode acabar saindo muito caro, enfim, o valor do euro está bem mais alto que o real brasileiro, sem contar o perigo de fazer uma cirurgia que não tenha certeza da qualidade do procedimento. Nós, brasileiros, possuímos éticas profissionais que proporcionam segurança ao seu transplante capilar.

Se você sente que o seu cabelo está com falhas e entradas e não estão da forma que você gostaria?

Há uma solução aqui no Brasil mesmo, além de ser seguro. O transplante capilar FUE pode ser feito em Ribeirão Preto pelo Dr. Felipe Haikal.

 

Tags: No tags

Comments are closed.